Shop

Shop
Shop

Free Resources

Free Resources
Free Resources

Work With Me

Work With Me
Work With Me

Wabi-Sabi: A arte de encontrar beleza nas imperfeições

minimalismo, menos é mais, modesto, rústico, áustero
O que é?

É a arte de encontrar beleza nas coisas simples, imperfeitas, impermanentes e incompletas da vida. Sua estética pode ser assimétrica, áustera, simples e rústica. Se você for minimalista ou gostar  do conceito de minimalismo, você também vai amar a filosofia do wabi-sabi. Eles estão relacionados entre si, pois ambos surgiram no Japão. Wabi pode ser traduzido como simplicidade e quietude e sabi, como delicada melancolia, beleza ou serenidade que vem com o passar dos anos. As duas palavras juntas podem significar sabedoria na simplicidade natural e beleza imperfeita.

Os benefícios: 

Quando aprendemos a apreciar o que já temos, mesmo com todas as suas imperfeições ocasionadas pelo tempo e o uso, não sentimos a necessidade de comprar algo novo só para estar na moda. Isso ajuda a diminuir nosso consumo e a economizar nosso dinheiro. Também nos lembra que devemos desacelerar e ficar mais atentos para apreciar a beleza natural e simples do mundo a nossa volta. Consequentemente, nos sentimos mais contentes, em paz e menos estressados. Além disso, aprendemos a amar a nós mesmos e aos outros da forma que nós somos, como seres humanos imperfeitos. Aprendemos a nos tornar mais agradecidos ao invés de estar sempre desejando o que não temos. Wabi-sabi é a resposta para esse mundo moderno de ritmo acelerado, da produção em massa, do fast-fashion e capitalista.

Como praticar?

Wabi-sabi é um filosofia, não um objeto que se pode comprar, é com o passar do tempo que as coisas vão se tornando cada vez mais wabi-sabi. Para praticá-lo, você só precisa dar valor ao que você já tem, e não jogar fora na primeira oportunidade, quando algo se quebra, se rasga ou já não está tão novo quanto antes, como desculpa para comprar algo novo em folha. Wabi-sabi é saber apreciar um dia calmo de chuva; uma tigela quebrada e remendada; as folhas caindo; aquela blusa velhinha que você ama vestir; uma calça jeans remendada de forma criativa; aquela mesa antiga de madeira que passou de pai para filho. Essas coisas são valorizadas porque representam a passagem de tempo, a finitude das nossas vidas, as histórias e memórias. É sobre ser autêntico e único.

minimalismo, menos é mais, decoração, japão, zen budismo

Contudo, não significa acumular coisas. É sobre escolher o que tem significado e importância na sua vida. Uma casa limpa e organizada também faz parte dessa filosofia. Se livrar do que não traz valor para sua vida e sua casa, permite que as coisas que realmente importam ganhem destaque e brilhem. Isso pode ser aplicado não só na sua casa, mas também nos seus relacionamentos. Também não significa que você vai parar de comprar, e ao invés disso passar todo o seu tempo remendando e consertando o que você já tem. Às vezes, é necessário comprar coisas novas. Mas então, podemos utilizar uma abordagem wabi-sabi nas nossas compras. Como? Bem, escolhendo produtos feitos à mão ou comprados em brechó, tecidos e materiais naturais, como algodão, linho, madeira, comprando de marcas sustentáveis e éticas, entre outras possibilidades.

Comida: Coma alimentos saudáveis, naturais e simples, preparados com amor e ao comer, aprecie o momento e preste atenção ao sabor e ao cheiro.

Casa: Escolha peças de qualidade, feito de materiais naturais e/ou duráveis, como madeira, pedra, ou até mesmo metal. De preferência algo que tenha sido feito à mão ou usado. Escolha cores que remetam à natureza como verdes, cinzas, tons terrosos e ferrugem. Essas cores e materiais ajudam a criar uma atmosfera de conforto e tranquilidade. Como o próprio nome wabi sugere, mantenha sua casa simples, limpa e organizada. 

madeira, rústico, decoração, japão, minimalismo, menos é mais

Beleza: Aprenda a apreciar o processo de mudança e envelhecimento. Aprecie sua beleza natural, use menos maquiagem ou nenhuma. Tenha uma rotina simples de cuidados de beleza, mas não se torne uma escrava disso. Aprecie suas cicatrizes, suas rugas, seu cabelo branco/grisalho. Aprenda formas de trazer elegância para suas "imperfeições" ao invés de escondê-las. O que realmente nos torna mais bonitas é quando somos nós mesmas, únicas e confiantes.
  
Roupas: Aprecie as roupas que você já possue, seja criativo e tente novas formas de usá-las, ao invés de comprar mais. Meu último post é um exemplo disso. Eu não usava aquelas peças há muito tempo, até que um dia decidi usar a calça com o top, e como nunca os tinha usado dessa forma, foi como se eu tivesse ganhado roupas novas. Se suas roupas estão velhas, tem alguma mancha ou precisa de algum reparo, tente consertar isso de forma criativa e você vai ficar com uma peça nova que só você tem. Se for algo que não vale o trabalho, então doe ou jogue fora. Mas não joque tudo, porque manter suas peças favoritas que já tem sua identidade, e combiná-las com peças novas, te ajuda a se destacar e a criar um estilo distinto e único. Ao escolher os tecidos, opte pelos naturais como o algodão, linho, lã e escolha marcas éticas e sustentáveis.

minimalismo, moda, sustentabilidade, slowfashion

moda, minimalismo, sustentabilidade, slow fashion, moda ética

Vida: Aprenda a desacelerar; ande para algum lugar próximo em vez de usar o carro e aprecie a beleza das coisas ao seu redor; exercite seus olhos para encontrar beleza nos lugares mais inimagináveis; tente criar, fazer ou cultivar algo; crie o hábito de manter as coisas limpas e organizadas, não só na sua casa, mas também na sua mente e espírito; cultive momentos de solidão e silêncio, e use esse tempo para orar, meditar, ler um livro, tomar um chá, ou qualquer outra coisa que abasteça suas energias; tente fazer todas as sua atividades com propósito e intenção; cultive a simplicidade e tenha menos coisas (não apenas coisas físicas, mas também menos compromissos) e tenha mais tempo para sua família, amigos e para a natureza. Valorize e aceite as imperfeições da vida e os momentos imprevisíveis. 

Para mim, wabi-sabi é saber enxergar poesia em todos os momentos da vida e em tudo ao nosso redor. É saber apreciar o ciclo natural dela e vivenciá-la com propósito. Se você é um minimalista, talvez você já pratique muito desses valores. Até eu mesma, como muçulmana, consigo relacionar muito dessa filosofia com os ensinamentos do Islam. Tais valores não são algo novo, muitas pessoas podem até praticá-los e não saber que existe um nome para isso. Mas uma coisa eu posso dizer, no mundo de hoje não é algo fácil de se viver. Influenciados pela tv, mídias sociais, e revistas, queremos o corpo perfeito, o cabelo perfeito, a casa perfeita, queremos tudo rápido e para já. Consequentemente, estamos sempre desejando algo a mais e infelizes com nossas vidas. No entanto, se aprendermos a encontrar beleza nas coisas simples, nas imperfeições, apreciar mais a natureza, nossas famílias e tudo que já temos, aí sim, estaremos no caminho certo para sermos mais felizes.

Me contem nos comentários o que vocês acham do estilo de vida wabi-sabi. Nos vemos no próximo post!

Andrea

Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest | Youtube | Bloglovin

Fotos: Pinterest

Se inscreva por email na nossa lista Simplicity in Vogue Club e seja o primeiro a receber atualizações, sorteios e novidades! :)



2 comments