shop my look

shop my look
Shop my look

LOOKBOOK

LOOKBOOK
LOOKBOOK

My youtube channel

My youtube channel
My youtube channel

A Ascensão da Moda Muçulmana

hijab, modest fashion

Nesse último fim de semana, aconteceu em Londres a primeira semana de moda para muçulmanas, a London Modest Fashion Week, no mesmo período que ocorria a tradicional semana de moda Londrina. É o primeiro evento desse tipo na Inglaterra voltado para muçulmanas, mas não exclusivo apenas para elas. Há apenas alguns como esse em outros países, como o Istambul Modest Fashion Week que aconteceu no ano passado, mas esse de Londres foi o primeiro num país de maioria cristã. Claro que já ocorreram diversos outros eventos de moda para muçulmanas lá, mas eram mais como exposições e feiras, do que semana de moda em si. Eu tive a oportunidade de ir numa exposição desse tipo, o Saverah Women Expo, e foi bem legal. Mas dessa vez, designers de moda muçulmana de vários países estavam presentes para apresentar suas coleções na famosa Galeria Saatchi. O evento foi organizado pelo e-commerce de moda "modesta" Haute Elan.

 modest fashion, hijab, abaya

modest fashion, hijab

Como eu sou muçulmana e também formada em design de moda, é bem legal ver a moda muçulmana ganhando espaço na mídia. Fé e moda podem parecer duas coisas opostas, mas elas podem estar relacionadas sim, pois é através das vestimentas que muitas vezes podemos identificar a religião de uma pessoa ou o lugar de onde ela vem. Além disso, a moda é uma forma de expressão e tem grande influência na construção da identidade de uma pessoa. Todos os dias, quando escolhemos qual roupa vestir, estamos expressando nossa personalidade, identidade, crenças, valores, sentimentos, humor, etc. É através dessa forma de comunicação que nos tornamos parte de uma comunidade, de um grupo e ao mesmo tempo, nos diferenciamos uns dos outros.

"A moda é uma forma de expressão e tem grande influência na construção da identidade de uma pessoa." Via @ByAndreaB_ - Clique para twittar

Não tem diferença se você é muçulmano. Todos somos únicos e temos gostos e estilos diferentes, alguns são mais tradicionais, clássicos, minimalistas, outros mais românticos, outros amam cores e estampas. Nós podemos vestir roupas que respeitem nossas crenças religiosas e ao mesmo tempo nos expressarmos com elegância e confiança. O problema é que não há muitas marcas e designers no mercado voltados para esse público, principalmente nos países do Ocidente. Hoje em dia, a moda "modesta" tem se tornado mais popular. Recentemente, uma das maiores lojas de departamento do Reino Unido, a Debenhams, anunciou que disponibilizará em algumas de suas lojas roupas para muçulmanas, a Uniqlo também disponibiliza uma coleção voltada para esse público já há algum tempo.

"Podemos vestir roupas que respeitem nossas crenças e ao mesmo tempo nos expressarmos com confiança." Via @ByAndreaB_ - Clique para twittar

Na última semana de moda de Nova York, teve uma muçulmana de hijab, Halima Aden, desfilando para a marca do Kanye West, Yeezy, e também em Milão, para Alberta Ferreti e Max Mara. A H&M, outra famosa loja de departamento, colocou uma muçulmana usando o hijab em uma de suas campanhas. A Dolce & Gabanna lançou uma coleção especial para esse público. Uma designer de moda muçulmana e da Indonésia, Anniesa Hasibuan, fez história  também na última semana de moda de Nova York apresentando uma coleção com todas as modelos usando o hijab. O número de muçulmanas blogueiras de moda, formadoras de opinião e designers também tem aumentado bastante, entre elas Dina TorkiaAmena Khan e Hana Tajima, e marcas de moda muçulmana contemporânea como Inayah e Aab collection.

1 - Halima Aden para Max Mara - Foto: Vogue 
2 - Coleção Hana Tajima para Uniqlo - Foto: Uniqlo
3 - Coleção de Anniesa Hasibuan em Nova York - Foto: Anniesa Instagram

1 - Hana Tajima - Foto: Instagram @hntaj
2 - Dina Torkia - Foto: Instagram @DinaTokio
3 - Amena Khan - Foto: Instagram @AmenaOfficial
4 - Mag Halat - Foto: Instagram @Mag_Halat

Ver eventos como o London Modest Fashion Week acontecendo é maravilhoso. É uma razão a mais para amar Londres, uma cidade cheia de diversidade e um tapa na cara na crescente islamofobia. Eu espero um dia ver algo parecido acontecer no Brasil. No momento, temos uma blogueira em evidência, a Mag Halat, mas ainda falta muito mais, como marcas atendendo nossas necessidades e nos ajudando a acabar com o prenconceito. A moda deve ser inclusiva e uma forma de empoderar a todos! É inspirador ver tudo isso acontecendo.

"A moda deve ser inclusiva e uma forma de empoderar a todos!" Via @ByAndreaB_ - Clique para twittar

O que vocês acham? Me contem nos comentários! :)

Nos vemos no próximo post!

xoxo,
Andrea

Facebook | Instagram | Twitter | Pinterest | Youtube | Bloglovin

No comments